[ Estratégias Projetuais no Território do Porto de Santos – São Paulo (Brasil) ]

Ao pesquisar estratégias projetuais para a reestruturação do território do Porto de Santos, a pesquisa colocaa hinterlândia -“zona entre terras”- como uma oportunidade de reconfiguração territorial do Porto de Santos, gerando maior urbanidade, e não apenas infraestruturas portuárias. A avaliação das condicionantes de transformação do território, por um lado devido à sua degradação, e por outro, considerando-se as perspectivas ora colocadas para aquele território - área está com alto potencial econômico em função do avanço e do descobrimento em 2007 da camada de sal na Bacia de Santos - proporcionam cenários concretos para mudanças futuras. O recorte proposto é a hinterlândia, localizada entre a cidade e as águas, utilizada como entreposto logístico de transferência de mercadorias e de circulação de montantes econômicosglobais. É perceptível no processo, a atuação de diversos agentes de transformações locais, o que leva a considerar e comparar ações estratégicas de outros portos globais, como modelos de possibilidades de transformações de um território, o Hub Port -portos concentradores-. As ações estratégicas em economia, governabilidade, sustentabilidade e urbanidade são definidas como indutoras de panoramas aplicadas no território portuário, urbanizado, aprazível e não simplesmente um território de infraestruturas logísticas.

Autores: 
    Carlos Andrés Hernández Arriagada

      LABSTRATEGY e Universidade Presbiteriana Mackenzie

    Glaucia Cristina Garcia dos Santos

      Em pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo FAUUSP

CITAÇÃO: HERNÁNDEZ ARRIAGADA, C. A.; Garcia, Glaucia . Estratégias Projetuais no Território do Porto de Santos-São Paulo (Brasil). Espacios Revista de Geografia, v. 8, p. 12, 2019.

CHILE_Universidad de Humanismo Cristiano
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram