[ PÓS DOUTORADO ]

PLANO FORMATO IEA_CARLOS HERNANDEZ  - IE

A hinterlândia como promotora territorial de áreas em transformação advindas do processo de desindustrialização.

Resumo:

O projeto de pesquisa versa sobre a reestruturação produtiva em zonas urbanas localizadas no Brasil e no Chile, avaliando indicadores de desenvolvimento urbano, agentes atuantes no território, e a falência das áreas que impactaram os setores que poderiam ter induzido a expansão da denominada Hinterlândia, presente no suporte de áreas industrias, em seus respectivos setores portuários.
A escolha se baseia devido a importância das zonas industriais, que ao longo do século XX, sofreram declínio econômico, gerando falência em regiões ferroviárias que atuavam como impulsionadoras das zonas de estoques portuários, em ambas estruturas, tanto na Hinterlândia quanto ao longo de suas áreas conectivas, aspectos de degradação em meio aos territórios urbanizados que as margeiam, ocasionando impactos em áreas de alto potencial de densidade, de empregabilidade e originando baixo sindicadores de desenvolvimento urbano.  
Os territórios avaliados devido as características específicas de produtividade, geografia e escala, que se comportam de maneira autônoma e independente, são os portos de Santos/Brasil e San Antônio/Chile. Santos como o 2º maior porto da América Latina devido ao atual cenário do Canal do Panamá e San Antônio, sendo o responsável por 30% do escoamento da produção e com altos índices de possibilidade de crescimento para se tornar o mais importante da costa sul do Pacífico. 
A pesquisa tem como objetivo, aplicar estratégias que possibilitem desenvolver cenários projetuais futuros de desenvolvimento das zonas de hinterlândia que se utilizem de zonas urbanas interconectadas pela linha férrea e que sofreram processos de deterioração devido a sua falência produtiva e/ou mudanças da sua produção industrial que as caracterizavam. Sendo aplicadas ações de melhorias territoriais para gerar ferramentas metodológicas apoiadas na reestruturação e no fomento de novos ciclos econômicos para a redesenvolvimento destes setores industriais, que atuam como implementadores para a possibilidade de serem geradas novas características as atuais Hinterlândias, ampliando capacidades produtivas e de distribuição advinda destes setores para a geração de novas características para os Hub-Portuários.

Seminário UNAM

Centro de Investigação em Geografia Ambiental (CIGA)

"Hinterlândia como promotora territorial de áreas em transformação advindas do processo de desindustrialização"

Data: 13 de maio as 12:00 

Organização: Universidad Nacional Autónoma de México

 

Simpósios USP Cidades Globais

2019 (10º encontro)

Globalização, Reestruturação Produtiva e Intervenções Urbanas em áreas e transformação: O caso dos portos Latino-americanos.

  1. Zonas Industriais: Caso Mooca/SP – Dr. Eduardo Cusce Nobre (FAUUSP)

  2. Puerto de Barcelona / Rio de Janeiro – Dr. Jorge Basani (FAUUSP)

  3. Porto de Santos - Carlos A. Hernández A. (IEAUSP/FAUMACK)

  4. Puerto Madero – Guillermo Jajamovich (UBA)

  5. Puerto de Valparaiso – Glaucia Garcia (FAUUSP)

  6. Puerto de Concepción – Claudia Garcia Lima (UDEC)

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram